sexta-feira, 13 de julho de 2012

Pierre Passot na Rio Mais 20 - 2012

Momento decisivo da vida mundial, discussões importantes sobre o futuro, Pierre não poderia deixar de marcar sua presença na Cúpula dos Povos, da Rio mais 20, onde se confraternizou com os povos da floresta e falou sobre os cuidados com o meio ambiente marinho!
Pierre Passot vista a Cúpula dos
Povos na Rio+20.

Dentre os tantos marcos na vida deste grande profissional do mar, só para citar alguns, a travessia que começou no domingo de 3 de abril de 1977 em que ele entrou nas águas frias de Vouvry, a algumas dezenas de kilometros antes do Lago Léman na Suíça. Seu desafio era superar os quase 700 km que liga o Rhône, da Suíça, até o Mar Mediterrâneo, em Marseille, França.
Outro feito incrível do mergulhador foi  no ano de 1983 quando ele realizou um mergulho que durou 236 horas, Record que ainda não foi superado e que está relatado no livro de Record QUID,  2002  pagina 1385.
No dia 15 de Junho, Pierre Passot fez questão de vir ao Rio de Janeiro para conhecer a Rio+20 e esteve na Cúpula dos Povos, no aterro do Flamengo, onde concedeu à TV Possível uma entrevista com tradução simultânea para que pudéssemos, entender, de alguma forma, como funciona seu trabalho e qual sua motivação para se dedicar à profissão do mar.
Durante a convivência com passot ficamos com a impressão de tratar-se de um homem de grande coragem, senso de humor único e a modéstia característica de quem faz da vida muito mais do que um codiano comum, mas que, antes, dedica-se às grandes causas.  Em passeio pela cúpula dos povos, Passot, sempre muito atencioso, conheceu culturas diferentes e fez questão de se deixar fotografar ao lado de brasileiros de diversas etnias.

Pierre Passot ao lado de jovens da etnia Pataxó, na cúpula dos povos, durante
a Rio+20. no dia 15 Junho de 2012
Falou sobre sua paixão pelo mar e seu amor pelo Brasil, de forma muito discreta, comum à sua cultura, Passot não deixou de se encantar com a vista maravilhosa do Rio de Janeiro e estava sempre atento ao universo de brasilidade que o acercava. Como pessoa determinada e focada no seu ideal, ele visitou, também, o Museu Naval e fez indagações sobre a arte do mergulho no Brasil, demonstrando, inclusive, conhecimento prévio de como esta profissão é vista por nós, brasileiros.
Durante entrevista gravada para TV Possível, Pierre Passot foi traduzido em tempo real por Sônia Mar; perguntamos sobre sua abordagem, a forma como lida com o público infantil e jovem e quais as suas expectativas em relação à maior divulgação do mergulho no Brasil. Segue a entrevista em nossa página e esperamos que vocês, que acompanham a TV POSSÍVEL por aí, se entusiasmem e conheçam a nobre arte deste mestre dos mares.


Nenhum comentário:

Postar um comentário