sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Ao mergulho, meninas !

Em  Creta as meninas e mulheres praticavam  esportes subaquaticos no mesmo espirito que os meninos e homens. A ideia era de que mulheres saudaveis dariam a luz a crianças saudaveis. Na idade media as meninas e mulheres eram meras expectadoras, proibidas de praticar esportes, qualquer modalidade. As mudanças,  neste aspecto,  começaram a acontecer  no inicio do seculo XX.
Fonte: Arquivo pessoal de Pierre Passot - Martinica 2014

Fonte: acervo Pierre Passot - Mions 2003  

No que concerne à Europa, os primeiros trabalhos publicados sobre a mulher e o mergulho profissional foi em 1965, dez anos apos a criaçao da F.F.E.S.S.M.(Federação Francesa de Estudos e Esportes Submarinos)  e somente em 28 de março de 1990 um decreto de proteção aos trabalhadores em meio hyperbarico permite as mulheres serem mergulhadoras profissionais.
Mas, apesar dos pesares, as mulheres não esperaram a legislação acontecer e foram avançando.  Temos referencias de que a primeira mulher a mergulhar em escafandro Foi à inglesa Margaret Maylor, que trabalhou no naufrágio de “L’invincible Armada”, com o objetivo de recuperar 30 milhões de peças de ouro que afundaram com o navio, em 1924 
Fonte: Arquivo pessoal de Pierre Passot - Martinica 2014
De La para Ca, as mulheres estão indo cada vez mais longe. Fotografas submarinas, mergulhadoras profissionais, apneístas, aquelas que fazem mergulho por prazer,  as instrutoras de mergulho, enfim, as mulheres ousaram tomaram a iniciativa, e partiram para conquistar o fundo do mar. Talento e originalidade que faz toda a diferença  .
Fonte: Arquivo pessoal de Pierre Passot
Brasil 2012 
Nossa homenagem a algumas corajosas mergulhadoras que participaram da aventura de mergulho que Pierre Passot organiza na Europa, no Brasil, nas Caraïbas.
Fonte: Arquivo pessoal de Pierre Passot -
Demonstração




Fonte: Arquivo pessoal de Pierre Passot -
 
 

Fonte: Arquivo pessoal de Pierre Passot - Martinica 2014






















Le pèlerin. Revue illustrée de la semaine.N. 2467, juin, 1924.

 http://www.rscc.org/suba/pedago/cours/P05_PL.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário